Aureo é diplomado para novo mandato
Aureo é diplomado deputado federal para mais uma mandato na Câmara

Aureo é diplomado para novo mandato

Reeleito para o seu terceiro mandato na Câmara dos Deputados com 68.414 votos, Aureo (Solidariedade – RJ) já tem em mente o foco da sua atuação no Congresso: a geração de emprego, renda e oportunidade para a população.

O parlamentar foi diplomado na última terça-feira (18), ao lado da sua vó, Arilda, e da esposa Aline Ferreira. A cerimônia foi realizada no auditório da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj), no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ). Os diplomas foram entregues aos eleitos por membros da Corte Eleitoral Fluminense.

A diplomação é considerada o último ato do processo eleitoral e atesta que o candidato foi efetivamente eleito e está apto a tomar posse no cargo, conforme o artigo 215 do Código Eleitoral.

Em seu discurso, Aureo afirmou que um país forte se faz com mais empregos para a população.

“A prioridade é trabalho. Entendo que a sociedade passou uma mensagem clara, de que não aguenta mais ver o país numa recessão e que precisamos pensar em formas de gerar emprego, aumentar a renda das famílias e dar oportunidades”, ressaltou.

Aureo recebendo diploma de membros do TRE
Aureo é diplomado deputado federal para mais uma mandato na Câmara

Aureo aproveitou para agradecer a confiança do eleitor, em ser um dos poucos deputados reeleitos para o novo mandato e quer mostrar muito trabalho para a população.

“Foi uma eleição que tirou o Brasil a limpo nas urnas, onde tivemos uma renovação muito grande. Dos deputados federais reeleitos pelo estado do Rio de Janeiro, apenas cinco tiveram aumento na votação e eu fui um deles. Eu quero aqui agradecer ao povo de todo estado por acreditar no trabalho que começamos lá atrás e que vem dando frutos, trazendo recursos e desenvolvimento para as cidades”, afirmou o deputado.

Além de Aureo, que tem um mandato participativo e colaborativo, foram diplomados o governador eleito Wilson Witzel (PSC), o vice-governador Cláudio Castro (PSC), os senadores Flávio Bolsonaro (PSL) e Arolde de Oliveira (PSD), deputados estaduais e federais e suplentes das coligações.