Pelos direitos do consumidor

    Pelos direitos do consumidor

    Você com certeza já foi vítima de alguma cobrança indevida que te pegou de surpresa ou, por exemplo, já sofreu com a má qualidade de um serviço prestado por alguma empresa. Isso acontece com todos nós. No Dia do Consumidor, mais do que promoções e ofertas nas lojas, é fundamental conscientizar as pessoas, os consumidores, para que seus direitos sejam garantidos.

    Afinal, o Dia do Consumidor foi criado para proteger e lembrar sempre dos direitos do consumidor, não só entre as pessoas que consomem, mas que também as empresas e lojas lembrem do compromisso de respeitar todas as leis que protegem os seus consumidores.

    Desde o meu primeiro mandato faço parte da Comissão de Defesa do Consumidor, na Câmara dos Deputados. Ao longo desse tempo foram diversos debates e projetos que beneficiam a população. Por exemplo, apresentei um projeto para criar o Procon Online em todos os estados do país, para facilitar a vida de quem procura resolver problemas com fornecedores de produtos e serviços sem ter que ir ao estabelecimento.

    Outro exemplo, apresentei o PL 1569/19, que obriga as companhias distribuidoras a detalhar na conta de luz o valor das ligações clandestinas. A descrição dos valores é fundamental para o cidadão entender quanto nós estamos pagando na tarifa. Até porque não é justo a gente pagar pelo “gato” dos outros, não é mesmo?

    Esse é nosso compromisso na Comissão de Defesa do Consumidor, lutar pela garantia dos direitos e conscientizar as pessoas. O comércio tem um papel essencial no desenvolvimento econômico do país, e não funciona apenas como compra e venda de produtos ou serviços. Mas também como uma atividade econômica que permite a geração de empregos, renda e oportunidades para a população. Quanto mais há atividade comercial, maior a geração de oportunidades de emprego.