Suporte financeiro para estados e municípios na pandemia

    Suporte financeiro para estados e municípios na pandemia

    Nesse momento de pandemia, a nossa principal missão é salvar vidas e procurar mecanismos que possam amenizar os impactos negativos causados pelo novo coronavírus. Ter a sensibilidade de olhar para os municípios, promover debates, votar matérias, e conseguir destinar recursos para ajudar a população na ponta.

    Em Brasília, aprovamos a Lei Complementar 173/2020, cujo objetivo é destinar para estados e municípios um suporte financeiro para ajudar a enfrentar essa pandemia e todas as suas consequências. No Rio de Janeiro, conseguimos enviar 2,008 bilhões de reais para uso livre e o Estado poder administrar pelos setores, e também 650 milhões de reais para a saúde.

    Ter transparência é nossa obrigação, como também é nossa obrigação trabalhar para o povo. Conversar para a população, ver suas necessidades e buscar soluções, na medida do possível. Desse modo, o objetivo precisa ser defender vidas, desenvolver os municípios e gerar oportunidades para as pessoas.

    Portanto, fique por dentro do nosso trabalho através do WhatsApp: (21) 9 7253-7733. Informações do seu município na palma da mão.

    Pela manutenção dos empregos

    Pela manutenção dos empregos, não é momento de demitir. Se antes dessa pandemia, o índice de desemprego no nosso país já era um grande problema, imagine agora. Nessa crise que estamos vivendo, as dificuldades se intensificam, as contas apertam mais do que nunca e milhões de famílias ficam desamparadas.

    Pensando nisso, apresentei o projeto de lei 2746/20, na Câmara dos Deputados, que tem como objetivo preservar empregos. A ideia é prorrogar por cinco anos a possibilidade de dedução do Imposto de Renda da contribuição patronal à Previdência Social, por conta da pandemia.

    Acima de tudo, a manutenção dos empregos é essencial. As pessoas não podem ficar sem renda, sem poder levar sustento para suas casas, ainda mais nesse momento de dificuldade e o número de desempregados não pode aumentar.