Em defesa dos aposentados da Petros
    Reunião com o Ministro de Minas e Energia - Bento Albuquerque

    Em defesa dos aposentados da Petros

    Criada para atender os funcionários lesados pelo rombo do fundo de pensão da Petrobras (Petros), a Frente Parlamentar (FP) em Defesa dos Trabalhadores Ativos, Aposentados e Pensionistas da Petrobras teve atuação importante em Brasília.

    A nossa iniciativa de levar a comitiva discutiu soluções para sanar o rombo no déficit da Petros, cerca de R$27,7 bilhões.

    A proposta, dessa forma, é a criação de um grupo de trabalho com o poder executivo, membros da FP e do movimento para entender cada etapa de pagamento e estudar formas de não prejudicar os aposentados, pensionistas e trabalhadores.

    É um retrocesso que vem impactando a vida de quase 150 mil trabalhadores que confiaram na Petros”.

    Deputado Aureo Ribeiro propõe reunião com o Ministro de Minas e Energia – Bento Albuquerque (ao lado do deputado). Da esq. à direita: Jorge Bastos, Aureo Ribeiro, Min. Bento Albuquerque e Maxwell Vaz

    “Precisamos de transparência e, além disso, discutir este déficit da Petros. Por isso, temos que debater ideias e propor medidas que avançam e recuperam recursos que foram tirados para sanar os problemas dos funcionários”.

    Entenda o rombo

    A Petros é um fundo de previdência fundada pela Petrobras em 1970, com sede no Rio de Janeiro, que provê aposentadoria complementar aos funcionários da estatal. O fundo também administra planos de previdências para outras empresas.

    O rombo na Petros foi motivado porque, principalmente, por três fatores: investimentos que não geraram retorno suficiente para cobrir as obrigações com pensionistas e aposentados; o momento econômico ruim; e mudanças no perfil das famílias assistidas.

    Entre os maus investimentos, o mais danoso foi o Fundo de Investimento em Participações (FIP) Florestal, criado para colocar dinheiro na empresa Eldorado Celulose, do grupo J&F, que tem como um dos sócios o empresário Joesley Batista, preso na Operação Lava Jato.

    Reunião com o Ministro de Minas e Energia – Bento Albuquerque e seus assessores.

    Frente Parlamentar em defesa

    Por conta do caso Petros, criei a Frente Parlamentar em Defesa dos Petroleiros Ativos, Aposentados e Pensionistas da Petrobras. Atualmente é o presidente do grupo e conta com a participação dos deputados Coronel Tadeu, Natália Bonavides, Glauber Braga e Marcelo Calero, os demais participantes são de comitivas de petroleiros de Macaé e de outros estados do país.

    O grupo tem a finalidade de promover amplo e qualificado debate sobre o pagamento do imposto aos funcionários e aposentados da Petrobras, de forma a avaliar e fazer frente na busca de uma solução para a os participantes e assistidos, que vão pagar por 18 anos uma conta de R$ 14 bilhões por perdas registradas pela fundação de seguridade da empresa.

    Portanto, uma frente parlamentar é uma associação de deputados de vários partidos para debater um assunto determinado. Para ser criada, a frente deve registrar um requerimento com o apoio de pelo menos 1/3 de membros do Poder Legislativo.