You are currently viewing Crise aumenta número de moradores de rua

Crise aumenta número de moradores de rua

Já teve a oportunidade de andar pelas ruas do Centro do Rio nesses meses de 2021? É escancarado o aumento do número de moradores de rua, de famílias e jovens nas calçadas, o que beira à miséria no nosso Estado.

A pandemia fez diversas empresas falirem, postos de trabalho desaparecem e a taxa de desemprego só crescer. Sem renda, muita gente ficou sem teto e foi parar nas ruas do Rio de Janeiro. Pessoas que tinham casa, mas que tiveram que fazer da calçada o seu lar por falta de recursos.

Problema de aluguel

Um outro fator determinante para o aumento de moradores de rua foi a dificuldade de pagar aluguel. Seja aluguel residencial ou comercial. Sem dinheiro por não conseguir exercer suas profissões e trabalhos de forma razoável, muitas pessoas tiveram queda ou perda total de seus rendimentos.

O pagamento do aluguel imobiliário está entre os maiores problemas de quem viu a renda ser afetada pela pandemia. Ainda mais com a aplicação do reajuste anual previsto nos contratos.

Seja nas residências, com a dificuldade de lidar com aluguel, despesas e contas, seja também no comércio. Afinal, um dos maiores impasses para o empreendedor seguir com seu próprio negócio é manter as contas em dia, como o aluguel comercial.

Portanto, a melhor forma de se lidar com essa questão é renegociando valores e prazos. Essa iniciativa pode ser vantajosa tanto para locadores quanto para locatários, já que alivia inquilinos com as contas apertadas e permite que proprietários de imóveis – que muitas vezes têm o aluguel como receita principal – evitem uma rescisão e fiquem sem receber.

Como retomar os empregos na pandemia?